Entenda o que é aprendizagem por competências no contexto corporativo

 

Quem nunca teve a frustração de estudar algo sem ter a mínima ideia de sua aplicação? A ideia de aprendizagem por competências combate justamente isso, uma vez que ensina o tema baseado em um contexto. Assim, o aluno não tem a sensação de que a matéria é abstrata, mas enxerga uma utilidade imediata para o que está estudando.

Podemos explicar esse conceito com uma pequena história. Você pode se colocar no lugar da personagem, porque certamente já passou por isso, seja na escola ou faculdade, seja na universidade corporativa.

Excel para quê?

Ana tinha pavor do Excel e arrepiava só de ouvir falar em planilhas. No entanto, todas as vagas de emprego para as quais se candidatava, pediam, no mínimo, conhecimentos básicos desse software. Então ela sempre perdia a oportunidade para outros candidatos mais qualificados.

Enjoada de ouvir tantos “nãos”, Ana resolveu ceder e aprender Excel. Matriculou-se em um curso básico e conseguiu empurrar até o final. O curso parecia mecânico, pois só mostrava como operar as ferramentas do programa. Por mais que ela tivesse aprendido algumas fórmulas e comandos, ainda achava tudo abstrato demais, sem aplicação prática.

Após finalmente conseguir um emprego como auxiliar administrativa, começou a enxergar a aplicação real do Excel. Contudo, ainda tinha dificuldades de colocar em prática na empresa o que aprendeu no curso. Mesmo com o certificado em mãos, Ana continuava suando frio quando precisava preparar alguma planilha para a chefe.

Isso acontecia não porque o curso era básico, mas porque faltava conexão do conteúdo com situações do dia a dia. E tal contextualização não depende de níveis avançados.

Assim os dias passaram, até que, notando o esforço e a dificuldade de Ana, a chefe recomendou que fizesse o curso on-line “Excel para escritório”, disponível na universidade corporativa da empresa. O convite caiu como uma luva em dias frios, pois o próprio título do treinamento era bem sugestivo.

A auxiliar administrativa estava prestes a vivenciar a aprendizagem por competências. As aulas eram objetivas e altamente contextualizadas. Ana aprendeu técnicas específicas para calcular a comissão sobre vendas, cadastrar clientes, emitir recibos, entre outras funções cotidianas do trabalho dela.

Diferente do primeiro curso de Excel que fez, este ensinava habilidades dentro de um contexto. O foco não era mostrar funções do programa, mas executar tarefas cotidianas utilizando tais ferramentas. Os dias de sufoco enfim terminaram para Ana!

Trilhas de aprendizagem por competências

A experiência de aprendizagem por competências não precisa ser restrita a um curso. É possível desenvolver diferentes habilidades no aluno combinando conteúdos diversos em trilhas de aprendizagem, recurso presente no LMS webAula.

Pode-se apostar em mídias diferentes conforme a estratégia. Por exemplo, um e-book apresentando a parte teórica, um tutorial em vídeo demonstrando o passo a passo para determinada tarefa e um curso interativo com exercícios para praticar o estudado.

Conseguiu visualizar como essa trilha direcionou o aluno para desenvolver uma competência específica?

Aprendizagem por competências no dia a dia

Passe a observar como estão surgindo cursos altamente contextualizados, sobretudo na internet, em que a criação e distribuição de conteúdo é facilitada.

Embora não seja nova, a aprendizagem por competências está em alta. Isso porque hoje o mercado de trabalho exige a obtenção conhecimentos específicos em curto prazo. A escassez de tempo e exorbitância da demanda obrigam os profissionais a otimizarem os estudos. E como fazer isso? Focando em competências necessárias no cotidiano.

Sendo assim, considere essa prática na universidade corporativa da sua empresa. E se precisar, conte com a ajuda de especialistas na criação de conteúdo nesse estilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *