Aplique este truque simples para engajar os alunos no seu projeto de EAD!

A flexibilidade, um dos principais atrativos da educação a distância, às vezes causa efeito contrário, pois o excesso de liberdade incentiva a procrastinação. Então, para engajar os alunos, uma estratégia simples, porém eficaz, pode fazer a diferença: inserir um prazo de início e fim para o curso on-line.

É frustrante para gestores de e-learning quando o número de alunos concluintes é menor que o esperado. Pior ainda quando nem as matrículas atingem a meta.

Sendo assim, toda criatividade é pouca para combater a evasão e engajar os alunos. A ideia de inserir um prazo para o curso pode parecer simplória, mas tem base científica. Baseia-se no princípio da escassez, conceito comum entre psicólogos, economistas e vendedores.

De acordo com o princípio da escassez, as pessoas tendem a desejar aquilo que não podem ter ou o que está acabando. As motivações para tal comportamento ainda não são totalmente claras.

Todavia, alguns estudiosos defendem que é uma tendência herdada de tempos primitivos, em que a disputa por recursos escassos era ferrenha e impactava diretamente na sobrevivência. Há milhares de anos, uma simples caça perdida poderia significar a morte para as pessoas, já que não havia açougues.

Voltando à nossa era digital, o ser humano ainda apresenta traços desse comportamento. É só observar a sensação que você sente quando deseja comprar um produto, mas só resta um no estoque. A experiência da compra, além de prazerosa, é acompanhada de uma forte adrenalina, devido à sensação de conquistar a última unidade disponível.

Outro exemplo clássico é o hábito de colecionar raridades: quanto menos exemplares existem, mais valiosos são. Vide os quadros de artistas como Leonardo da Vinci, cuja pintura Salvatori Mundi foi leiloada por 270 milhões de dólares para um comprador não identificado.

Quadro Salvatori Mundi, de Leonardo Da Vinci

A imagem está disponível para todos nós, mas só o comprador tem a pintura original.

Princípio da escassez para engajar os alunos EAD

A essa altura, depois de viajar alguns milhares de anos e contemplar uma obra de arte, você já deve estar entendendo por que colocar prazo nos cursos é uma boa ideia.

Só deixá-los disponíveis na plataforma EAD sem data nenhuma, incentiva aqueles velhos pensamentos: “Um dia eu começo”, “Amanhã eu matriculo”, etc.

Já uma data para começar e terminar cria senso de urgência para aproveitar uma oportunidade, porque o treinamento não está mais disponível o tempo todo, mas por período limitado. (Varejistas fazem isso lançando promoções que duram poucas horas ou dias.)

Outro trunfo para engajar os alunos é o certificado de conclusão, que se torna escasso, visto que se passar o prazo, perde-se a chance de obter o documento.

Para fortalecer essa sensação, você também pode atrelar a realização do curso a algum processo ou programa de recompensas da empresa. Com isso, a oportunidade por tempo limitado de capacitação se torna ainda mais valiosa aos olhos do público-alvo, pois há muito a se perder caso desista.

Por fim, a simples noção de uma data marcada facilita até mesmo o aluno se organizar para concluir os estudos on-line.

Mas meus cursos já têm prazo!

Se ainda assim você enfrenta dificuldades para engajar os alunos e aumentar as matrículas e conclusões, é porque falta divulgação.

Ferramentas de marketing para EAD são aliadas de todo gestor focado em alcançar sucesso no projeto de e-learning. E nesse caso não é diferente. Você vai usá-las para reforçar a noção de escassez do curso.

Uma estratégia bem-sucedida é a de e-mails de acompanhamento conforme o progresso do aluno. Desse modo, se ele fica determinado tempo sem acessar, recebe uma mensagem o lembrando do prazo. Alguns clientes da webAula criam e-mails com arte personalizada para dar tom publicitário às mensagens.

Suas peças de divulgação também podem destacar outro fator relacionado à escassez: a exclusividade do conteúdo.

Mostre aos alunos que o conhecimento disponível naquele curso é exclusivo ou, pelo menos, muito difícil de acessar em outra fonte, portanto é uma oportunidade única de aprendizagem que está em jogo.

Para tanto, use palavras como “oportunidade”, “exclusivo”, “só aqui”, “até dia X”, entre outras que remetam à escassez.

Juntando tudo

É verdade que nenhuma ação isolada vai ser o suficiente para resolver todos os problemas. No entanto, uma pequena alteração como a proposta aqui já é capaz de render bons frutos, ainda mais se você a combinar com ações de marketing.

Nessa longa jornada rumo à excelência no seu projeto de EAD, vale a pena estudar sobre o comportamento das pessoas. Assim, você terá ainda mais meios para engajar os alunos e melhorar os resultados da sua universidade virtual. Tudo com ajuda da ciência!

Então leia este artigo sobre neurociência aplicada à criação de conteúdo EAD.

Imagem via Freepik

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *